A campanha nacional de vacinação contra o sarampo começa nesta segunda-feira (7). Segundo o Ministério da Saúde, ela será divida em duas etapas: na primeira, que vai até 25 de outubro, serão medicadas as crianças entre seis meses e 5 anos de idade. Já na segunda, entre os dias 18 e 30 de novembro, a vacina será oferecida aos jovens de 20 a 29 anos.

A diretora da Sociedade Brasileira de Infectologia, Lessandra Michelin, ressalta que o sarampo é grave e pode matar. “É uma doença extremamente contagiosa que pode causar complicações graves à saúde das pessoas, como doenças neurológicas e pneumonia.”

O infectologista do Instituto Emílio Ribas, Jean Gorinchteyn, explica que, mesmo com as duas vacinas oferecidas durante a campanha, os bebês ainda precisam da chamada dose zero. “Importante lembrar que as crianças que tem entre seis meses e um ano vão tomar aquilo que nós chamamos de dose zero e, depois, vão ter que fazer aquilo que nós chamamos de reforço e, aí sim, dando a sua devida proteção com um ano e com 15 meses.”

Segundo o Ministério da Saúde, 17 estados do país estão enfrentando, atualmente, a transmissão ativa do sarampo. A vacina contra a doença é a tríplice viral, que protege também contra caxumba e rubéola.